Histórico


Criada em 1997, a Banda Juvenil do Vale é o resultado do trabalho em grupo de 60 jovens músicos e a aplicação de um projeto inteligente levado a cabo pela direção da Associação de Cultura e Recreio da Banda Marcial do Vale. Esta Banda pretende ser a plataforma de transição entre a Escola de Música e a Banda Marcial. O seu principal objetivo é dar oportunidade aos alunos da Escola de Música de trabalharem em conjunto e, assim, prepararem-se com uma formação mais completa para o posterior ingresso na Banda Marcial, e aí desempenharem um papel relevante.

A necessidade de formação de jovens músicos para a manutenção das Bandas Filarmónicas é uma constante que não pode, em momento algum, ser descurada e a direção desta instituição, constituída por elementos com grande dinamismo, está atenta a esta realidade, prestando todo o apoio à sua Escola de Música e, consequentemente, à sua jovem Banda.

No último ano, a Banda Juvenil atuou em cerca de 10 concertos, demonstrando uma elevada flexibilidade e variabilidade do seu repertório.

No seguimento do projeto que a Banda Juvenil do Vale tem vindo a desenvolver junto dos mais novos, no passado ano de 2013 gravou a sua terceira discografia intitulada “100 Sons”. Esta teve a participação especial do trompetista Gileno Santana. Este projeto veio no decorrer das comemorações do centenário da Associação de Cultura e Recreio da Banda Marcial do Vale e pretendeu assinalar para a perpetuidade a qualidade, o vigor e a vontade desta jovem formação.

No ano de 2014, surgiu a oportunidade de participação na 5ª edição do Concurso de Bandas “Ateneu Artístico Vilafranquense”, onde conquistou o prémio Tauromaquia da 3ª categoria.

Patrocínios

patrocinios